BIZORREIRO: o Barroco e a Perneta I

TERRENOS TROCADOS – Perneta e Barroco

(Cópia dos textos remetidos por carta a Licínio e outras pessoas interessadas no caso)

_________________oo0oo__________________

ALGUMAS NOTAS nesta data de 17.06.2008:

-Continua a insistir-se na existência do engano nos registos da Escritura [ver – no poste seguinte – carta de Licínio datada de Março de 2007 e seu anexo datado de 30.10.2006 (?) (subscrito por M. Gil)].

Se não fôra a convicção de que ambos estão a insistir num enorme erro, de forma talvez não consciente, seria legítimo pensar-se que sempre houve o propósito de se querer prejudicar a herdeira mais desprotegida, pacífica, ingénua e fragilizada (economicamente), de todos os interessados directamente na herança.

Sendo estas coisas de um passado distante – e considerando que foi aceite a existência desse FALSO erro de registo na Escritura pelo Licínio, M. Gil e Rosa (esta condicionadamente) – este modesto “estudo” não tem outro objectivo que não o de demonstrar da justeza da dúvida levantada há uns largos meses atrás pelo filho da herdeira Rosa.

O seu objectivo foi o de aclarar uma situação que a todos os herdeiros teria talvez passado desapercebida, mas que bem podia ter sido outra, possível de esclarecer, como o Orlando de início julgava.

– A seguir encontra-se o documento“HERANÇA POR FALECIMENTO DE… Cronologia dos acontecimentos” bem como os anexos aí anunciados, no intuito de reforçar o ponto de vista precedente.

=================================================

NOTA com data de 04.12.2008:

Até esta data, o marido da herdeira Isaura (Licínio):

1) – Não agradeceu a “prenda” de um novo terreno que lhe foi devolvido para “engordar” o seu “Monte” (Barroco);

2) – Não se dignou acusar a recepção do cheque, remetido em 17.06.2008, com o valor de venda do terreno da Perneta (que legal e justamente sempre pertencera à herdeira Rosa e agora ao filho desta);

3 – Não teve a humildade de pedir desculpa ao filho da herdeira Rosa pelos insultos injustificados que lhe dirigiu, dignos de julgamento judicial.

Por esses três motivos, considera-se não cumpridas as condições que podiam levar ao restabelecimento da antiga amizade.

Não se justifica, assim, que este Blogue permaneça PRIVADO apenas para algumas pessoas da família. A partir de hoje terminou, para o filho da herdeira Rosa, o benefício da dúvida acerca da qualidade de carácter de algumas pessoas.

ver mais AQUI

Anúncios
Explore posts in the same categories: Bizorreiro

Etiquetas:

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

One Comment em “BIZORREIRO: o Barroco e a Perneta I”

  1. zecagallo Says:

    »… kreativitet är att uppnå balans med sig själv. Det är förmågan att fylla sitt liv med mening. /…/ Det är förmågan att bli glad utan yttre hjälpmedel. Det är glädjen hos en hund som springer och glädjen att kunna göra andra glada. /…/ Det är allas vår förmåga att göra någonting av våra liv …«
    Georg Klein


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: